Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 23 de setembro de 2021.
 
Universidade Tuiuti demite professores do Curso de Direito por meio do WhatsApp

19/07/2021 

Na última semana a Universidade Tuiuti do Paraná demitiu três docentes do curso de Direito. A informação foi repassada ao Sinpes por um dos demitidos que prefere não ser identificado.

O professor foi desligado no último dia 08/07 via ligação de WhatsApp que durou cerca de dois minutos. Quem ligou foi a coordenadora do Curso de Direito, a professora Fabiana Passos de Melo. Segundo o professor, a Tuiuti justificou sua despedida por questões financeiras, mesmo ele não sendo professor com dedicação integral nem parcial, mas sim horista, ou seja, apenas ganhava as horas/aula que lecionava em sala de aula.

O professor também destaca que todos os demitidos participariam de várias bancas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), inclusive de orientandos próprios. O semestre ainda está em curso e, conforme aponta o docente, a coordenadora disse que os desligados foram impedidos de corrigir as provas por eles aplicadas e lançar as notas no sistema, encargos assumidos pela Coordenadora do Curso de Direito.

Essa atitude atenta contra a liberdade de cátedra e bem evidencia o pouco apreço dessa instituição de ensino superior pela excelência e qualidade do ensino, dado que evidentemente a Coordenadora do Curso não tem aderência em relação às disciplinas lecionadas por todos os demitidos.

Segundo o relato do professor injustiçado, a atuação da Direção do Curso de Direito tem se revelado extremamente inadequado. A coordenadora, conforme a denúncia, agiria de forma grosseira para com os docentes, solicitando de forma imperativa a prática de atividades que não são remuneradas, tais como dar aulas extras e integrar grupos de pesquisa. Quando recebe uma resposta negativa passa a perseguir o profissional retirando-lhe aulas ou o colocando em horário de aula adverso a fim de forçar pedido de demissão.

O Sinpes entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Universidade Tuiuti do Paraná para pedir esclarecimentos sobre os fatos trazidos neste texto. O sindicato também entrou em contato com a professor Fabiana Passos de Melo, coordenadora do Curso de Direito para que ela tivesse a oportunidade de se manifestar sobre as afirmações do docente demitido. Apenas a Assessoria de Imprensa da UTP respondeu por meio de nota que segue abaixo em sua integralidade:

“Em relação ao questionamento sobre demissões, a Universidade Tuiuti do Paraná confirma que foram rescindidos os contratos dos três professores mencionados. Registra, todavia que as instituições de ensino superior vivem momento de extrema dificuldade, causada pela pandemia covid-19 que ainda perdura em seus efeitos, sendo desnecessário dizer que houve drástica redução do número de alunos em todas as IES. E as demissões feitas, ínfimas em relação ao grande número de demissões praticadas por outras IES, se deram exatamente em virtude da necessidade de adequação de seu quadro de professores em relação ao atual número de alunos, não havendo substituições.  

Por fim, a UTP ratifica que continuará envidando todos os esforços para manutenção de seu quadro de professores, sendo as demissões medidas extremas e de adequação ao atual e grave estado de crise que as IES enfrentam, assim como ressalta o unânime entendimento de seu quadro de professores acerca da liberdade de cátedra praticada nesta IES, valor este inegociável em qualquer circunstância, intrínseco ao seu lema de PROMOÇÃO HUMANA”