Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 29 de março de 2020.
 
Sinpes Participou do 47º Congresso da UPE

No sábado 14 de setembro, no campus Rebouças da Universidade Federal do Paraná (UFPR), integrando uma intensa programação de 12 debates com eixos voltados para Educação, o presidente do SINPES, Valdyr Perrini, foi o debatedor no Grupo de Trabalho das Universidades Privadas durante o 47º Congresso da União Paranaense dos Estudantes (UPE).

O debate começou às 9 h e teve como tema Educação não é Mercadoria – A mercantilização e desnacionalização da educação superior no Brasil. Dele participaram as professoras Jussara Moreira e Karolyne Mendes, assim como inúmeros acadêmicos de instituições privadas, a maioria deles beneficiários do FIES e do PROUNE, preocupados com o esvaziamento destes programas que vem sendo anunciado pelo Governo Federal.

O debate teve como eixo principal uma reflexão histórica sobre as consequências da supressão de verbas públicas para os alunos da rede particular de ensino superior, com ênfase na precarização dos direitos dos professores e consequentemente da educação como um todo. A título de exemplificação o Presidente do Sinpes fez uma breve análise das dificuldades sofridas por alunos e professores das duas principais universidades privadas do Estado do Paraná.

O Congresso

Aconteceu nos dias 13, 14 e 15 de setembro.  O CONUPE é o fórum máximo de deliberação estudantil no estado do Paraná e neste ano reuniu mais de 500 estudantes na cidade de Curitiba em uma agenda que envolveu, além da atividade política, um festival de cultura e arte e uma homenagem ao agora centenário Palácio dos Estudantes.

O congresso pautou os próximos objetivos de toda rede estudantil universitária bem como elegeu a nova direção da entidade para o Biênio 2020-2022. Os estudantes que participaram da atividade e votaram nas eleições da UPE foram escolhidos para representar as universidades através de eleições diretas que aconteceram durante o primeiro semestre em mais de 70% das universidades da rede pública e particular de todo Paraná.

Nesta edição, que teve como tema central “Para que amanhã não seja só um ontem com um novo nome”, a UPE promoveu uma reflexão histórica sobre as universidades que passam por mais uma tentativa de desmonte e precarização, assim como aconteceu em 1968 quando os estudantes unidos venceram a luta contra a cobrança de mensalidade nas universidades públicas.