Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 28 de setembro de 2022.
 
SINPES MARCA PRESENÇA NA POSSE DE CLEMERSON CLÈVE NA ACADEMIA PARANAENSE DE LETRAS

O Sinpes aproveitou a cerimônia de diplomação do Professor Clemerson Merlin Clève como mais novo integrante da Academia Paranaense de Letras para publicizar graves problemas que se arrastam no ambiente daquela instituição de ensino superior, clamando por uma rápida solução.

A diplomação ocorreu às 19h00min do dia 22 de novembro de 2021 no Auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Paraná, contando com o prestigio das mais diversas autoridades do mundo jurídico e acadêmico, tais como os Presidentes da OABPR, do TRT, do TJ e do IAP, assim como o Reitor da Universidade Federal do Paraná.

Nos minutos que antecederam ao início da solenidade o caminhão de som do Sinpes veiculou as seguintes considerações (conforme vídeo abaixo):

“Nesse dia festivo em que o Professor Doutor Clemerson Merlin Clève, proprietário e sócio administrador do UNIBRASIL, uma das principais instituições de ensino superior da Região Metropolitana de Curitiba, assume merecida vaga na nossa Academia Paranaense de Letras, justo galardão que lhe foi atribuído em face de sua intensa e fecunda produção intelectual, o Sinpes, Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba houve por bem marcar presença com a presente manifestação, que tem dois objetivos primordiais.

Em primeiro lugar parabenizar o novo Acadêmico, que certamente honrará sua Cadeira número 03, que tem como patrono Jesuíno Marcondes de Oliveira e Sá e como último ocupante o Professor Renée Ariel Dotti.

Em segundo lugar alertar o ilustre Professor Clemerson Merlin Clève acerca da necessidade premente de envidar esforços para solucionar inúmeros graves problemas que vem enfrentando os professores do Unibrasil.

Esses docentes tem amargado sucessivas despedidas coletivas sem que haja negociação com o sindicato para minimizar os graves problemas sociais daí decorrentes. Sustentam Curso de Pós-Graduação de excelência em Direito sem que lhe sejam pagos os pisos salariais da categoria. Bem recentemente os coordenadores de curso de graduação tiveram reduzindo pela metade os seus salários em afronta ao estabelecido pelo artigo 468 da CLT.

Também queremos aproveitar a oportunidade para dar conhecimento ao ilustre acadêmico que ora toma posse que um dos mais combativos dirigentes sindicais do Sinpes que leciona no Unibrasil, professor Edson Stein, tem sofrido intensa perseguição nos últimos anos.

É vítima de indevidas reduções e até mesmo supressões de sua carga horária, o que o impede de continuar desenvolvendo com regularidade sua atividade sindical.

O SINPES tem certeza de que a publicização destes fatos e a intervenção do sócio administrador do Unibrasil certamente colaborará para a solução dos problemas com a prevalência do bom senso, normalizando-se as relações entre o Sinpes e essa conceituada instituição de ensino superior, que têm sido conturbadas nos últimos tempos.”

O Sindicato entrou em contato com o Unibrasil pedindo uma nota de esclarecimento sobre os fatos trazidos neste texto, mas não recebemos resposta.