Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 18 de janeiro de 2019.
 
Sinpes ajuíza ação coletiva para que professores da Fepar recebam salários atrasados

Aproximadamente 230 professores da Faculdade Evangélica do Paraná (Fepar) continuam sem receber seus salários de forma integral. O problema vem se agravando há meses e já provocou uma paralisação de advertência no último dia 12 de novembro. Além disso, os professores também decidiram pela retenção de notas do quarto bimestre e por uma segunda paralisação de advertência, agendada para o dia 03 de dezembro, caso não haja o pagamento completo dos salários de outubro e da primeira parcela do 13º salário até o dia 30 deste mês.

Apesar da gravidade das medidas anunciadas a FEPAR não se dignou a anunciar medidas para sanar esta triste realidade, nem ao menos se dispõe a negociar com o Sinpes (Sindicato dos Professores de Ensino Superior de Curitiba).

Espera-se seu comparecimento em audiência designada pelo Ministério Público do Trabalho no dia 04/12/2014 às 15h30min, com propostas concretas para diminuir a aflição de professores e servidores administrativos.

Em face desse quadro de desrespeito crônico ao corpo docente e discente da instituição de ensino, o Sinpes em 14 de novembro ajuizou uma ação que está tramitando na 5ª Vara do Trabalho de Curitiba. Com a medida judicial pretende centralizar as mensalidades escolares em conta vinculada junto à Justiça do Trabalho para pagamento prioritário dos professores, a exemplo do que já foi conseguido em situação semelhante junto às Faculdades Espírita.

Esta providência não dispensa a mobilização de professores, alunos e empregados, interessados na participação da luta por melhores condições de salário e de educação, visto que ainda depende da sensibilidade da Juíza do Trabalho que analisará o pedido. Os autos permanecem conclusos à espera da decisão judicial.

Todos precisam estar envolvidos para garantir a continuidade da oferta de um ensino de excelência e combater a falta de planejamento orçamentário e o aumento proibitivo das mensalidades escolares. Por esta razão, com o objetivo de ratificar as deliberações da reunião anterior e até mesmo adotar medidas mais drásticas do que aquelas então sinalizadas, o Sinpes convoca professores, alunos e empregados administrativos para nova reunião de mobilização a ser realizada às 11 horas do dia 29 de novembro de 2014 no Hotel Roochelle, Rua Tibagi, nº 307 – Centro.

E espera adesão maciça da comunidade acadêmica!