Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 10 de abril de 2020.
 
Positivo demite coordenadores em plena quarentena e estudantes fazem campanha para reverter demissões

Alunos da Universidade Positivo fazem uma campanha online para que a coordenadora de Biomedicina Camila Nunes de Morais Ribeiro, juntamente com outros três coordenadores de outros cursos, demitidos pela Universidade em pleno afastamento promovido pelo Coronavírus, sejam readmitidos pela instituição. A petição conta com milhares de assinaturas e é uma iniciativa dos próprios estudantes.
 
Na campanha, os estudantes destacam que o curso que estava abandonado e quase fechando as portas até 2017, em menos de dois anos, sob a liderança de Camila Nunes, alcançou o 1º lugar nas avaliações CPA e AINFRA e se tornou referência nacional.
 
Na campanha, os estudantes também questionam “A recompensa por todas essas conquistas? Uma súbita demissão no dia 18 de março de 2020”. Para eles, a atitude da UP é comprovadamente um ato injusto, inconsequente e egoísta, completamente contrário a vontade dos alunos.
Os alunos da Positivo também destacam que o grupo Cruzeiro do Sul, que comprou a universidade em dezembro de 2019, sabendo que este ato causaria indignação entre estudantes e professores, covardemente se aproveitou do recesso acadêmico devido a pandemia Covid-19 para fazer sua primeira leva de demissões em massa, sistematicamente, sabendo que não haveria manifestações por conta da proibição de aglomerações. “Não poderia ter dado um golpe mais baixo”, enfatizam os estudantes.
 
Questionada pelo Sinpes a assessoria de imprensa da Universidade Positivo Encaminhou a seguinte nota:
 
“A Universidade Positivo confirma que houve recentes demissões de docentes, assim como contratações – e que isso faz parte de um movimento acadêmico natural, baseado na adaptação a novas disciplinas, novos cursos e diferentes demandas dos estudantes e do mercado. A instituição reforça que valoriza os profissionais que já fizeram ou ainda fazem parte de seu corpo docente, pois eles são essenciais para cumprir o objetivo de oferecer uma educação de excelência para os estudantes matriculados em cerca de 250 cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado”.
Confira a campanha criada pelos estudantes: https://www.voltacamila.com.br/