Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 20 de junho de 2024.
 
Novos professores da Positivo com salários atrasados

16/04/2024

O Sinpes recebeu denúncia sobre atraso de salários na Universidade Positivo. Conforme o denunciante, no início do primeiro semestre de 2024 o Grupo Cruzeiro do Sul contratou novos professores para lecionar em diversos cursos. Porém, estes trabalhadores ainda não teriam recebido salário. O atraso teria acontecido porque o departamento de Recursos Humanos da Cruzeiro do Sul demorou mais de 30 dias para confeccionar os contratos de trabalho dos novos docentes.

Segundo o denunciante, os professores afetados foram informados que receberão os valores devidos apenas no mês de maio, ou seja, mais de 60 dias depois do início da prestação de serviços.

O Sinpes alerta que a Clausula Sexta da Convenção Coletiva de Trabalho vigente estabelece as seguintes multas pelo atraso no pagamento dos salários dos professores:

I – 10% (dez por cento) sobre o saldo salarial, na hipótese de atraso no pagamento de salário no período compreendido entre 01 (um) e 15 (quinze) dias;

II – 0,5 % (meio por cento) por dia a partir do décimo sexto dia em caso de atraso superior a 15 (quinze) dias.

Se os interessados conseguirem identificar cada um dos professores lesados, o Sinpes pode ajuizar ação como substituto processual cobrando as multas convencionais devidas. Informações podem ser encaminhadas para o Sindicato pelo e-mail sinpes@sinpes.org.br. O Sinpes garante o sigilo da fonte!

O Sinpes entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do Positivo pedindo uma nota sobre as denúncias apontadas pelo texto. Porém, até a publicação do mesmo a instituição não tinha se pronunciado.