Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 26 de março de 2019.
 
Nota Oficial do Sinpes Sobre os Abusos e Truculência do Governo do Estado Paraná Contra os Professores

Ocorreram fatos gravíssimos no Centro Cívico, no coração dos poderes do Estado do Paraná, no dia 29 de abril de 2015 que, certamente, ficarão marcados para sempre na história do Paraná e do Brasil.

Em um Centro que foi idealizado para ser profundamente Cívico, os Professores que são os condutores do conhecimento, que são os missionários do saber, foram covardemente massacrados pelo Governo do Estado do Paraná.

Tudo tem dois, ou mais lados e tudo comporta versões. Cada qual quer almejar ser o senhor das razões, quer ter a última palavra, ter o dito final. É a razão dos poderosos e dos vencedores que sempre tende a prevalecer, muito embora os fatos sejam, muitas vezes, outros.

A desmoralização dos Professores, do Ensino e das instituições é claríssima no Brasil dos tempos atuais. Isto está ocorrendo na esfera pública e privada e nos governos estaduais e municipais e também na esfera federal.

Estamos numa Democracia? Duvidamos profundamente disto.

A continuar este caminhar o Brasil estará com seu futuro assegurado no subdesenvolvimento, na perda de espaço comercial, na ausência do desenvolvimento da ciência, na tecnologia submissa, na pesquisa vazia e na miséria das humanidades.

Somos, afinal, uma nação gerada na colonização exploratória, na escravidão cruel e de vários séculos, sem espaços para o saber e para a Democracia.

As ditaduras fertilizaram no Brasil os abusos de toda ordem, o descumprimento das regras fizeram vicejar elites profundamente corrompidas e incompetentes.

Não há mais espaço para a barbárie. Não há espaço para a violência. Há, sim, regras e normas em um estado Democrático, Social e de Direito que se impõem a todos: aos governantes e aos governados; aos poderosos e aos humildes; aos ricos e aos pobres.

Tudo isto leva-nos a lutar por uma nova abolição da escravatura: a escravatura de um sistema jurídico injusto e negador dos direitos fundamentais.

Pela abolição da Constituição de fachada, das instituições e Poderes de fachada, desta Democracia de fachada e da repressão que se fez mais sanguinária que a dos idos da Ditadura Militar.

Por uma nova Lei Áurea que liberte de verdade; que respeite os Professores; que seja compromissada com o futuro do Brasil.

Pelo conhecimento, pelo saber, pela ilustração, pelo respeito às opiniões divergentes, ao Direito de se fazerem manifestações e de se poder assistir às votações nos Parlamentos.

Pelo Direito de ousar pensar diferente dos poderosos ditadores que se travestem de Democratas!

Façamos surgir um Estado do Povo, pelo Povo e para o Povo, profundamente Democrático, Justo e Republicano!

Abaixo a Ditadura! Abaixo o Autoritarismo! Abaixo a Ilegalidade do uso arbitrário, desmedido e sanguinário das forças do Estado contra os Professores e os Cidadãos!

Política é diálogo, Participação, Cidadania e Justiça.

DIRETORIA DO SINPES.