Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 29 de novembro de 2020.
 
Assembleia decide que professoras e professores podem enviar sugestões para negociação coletiva entre Sinpes e Sinepe

Na última sexta feira (10), o Sindicato dos Professores de Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana – SINPES, realizou uma Assembleia Geral Virtual com professores e professoras da rede superior privada. Participaram docentes de diversas instituições, além de estudantes representados por Diretórios e Centros Acadêmicos da Universidade Positivo, do Unibrasil, do Unicuritiba e da PUC-PR.

Na Assembleia, o Sinpes destacou as ações que tem feito em cada universidade que tem promovido demissões, redução de carga horária e de remuneração e desrespeitado direitos de seu corpo docente mediante transferência dos ônus do negócio para os educadores, imposição de renúncia aos direitos autorais e exigência de trabalho extraordinário e noturno sem a correspondente contraprestação.

Os professores e professoras, por sua vez, expuseram as aflições que lhe são impostas pelas instituições e que vão desde demissões sumárias, redução na carga horária, retirada de direitos, assédio moral, entre outros.

A Assembleia promovida pelo Sinpes é uma das ações do sindicato na tentativa de fazer frente à mercantilização crescente da educação superior privada na capital e Região Metropolitana. O Sinpes destacou aos professores a intenção de centrar o processo de renovação da Convenção Coletiva da categoria, cujo termo final foi 29.02.2020, com o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná – SINEPE de sorte a minimizar os efeitos da crise desencadeada pela pandemia, manter os direitos dos trabalhadores e garantir a educação de qualidade para estudantes.

Entre as propostas trazidas à Assembleia estão:

1) Prevenir a falta de transparência exigindo que as IES revelem a quantidade de demissões promovidas e quais os critérios determinadores destas rescisões;

2) Exigir que sejam criados critérios para demissões a exemplo do que já ocorre com a convenção coletiva dos jornalistas;

3) Estabelecer que as mudanças de currículos devem ser discutidas com a comunidade acadêmica, estudantes e professores, sem imposições.

4) Fazer valer todos os direitos trabalhistas do corpo docente;

5 ) Definir estabilidade no emprego dos professores durante e depois da pandemia;

Ficou acordado que os professores e professoras da categoria poderão também enviar propostas para que o Sindicato as reúna e sejam votadas em assembleia a ser realizada na semana que vem.

Em caso de negociações infrutíferas a categoria poderá oportunamente até mesmo declarar greve por tempo indeterminado.

Portanto, todos os professores e professoras da rede privada de ensino superior podem encaminhar para o SINPES sugestões de melhorias nas condições de trabalho e de garantia de direitos para fazerem parte da pauta de reivindicações a ser encaminhada ao SINEPE.

Esse encaminhamento deve ocorrer até 18 horas da próxima sexta feira 17/07/2020 para o e-mail comunicacao@sinpes.org.br. Por esse e-mail os professores presentes também deverão registrar seu comparecimento ao evento, servindo a correspondência virtual encaminhada como assinatura na lista de presenças para os efeitos legais, procedimento importante para legitimar a movimentação dos professores.