Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 13 de dezembro de 2017.
 
Reconhecimento: decanos do magistério das faculdades de Direito mais antigas do estado recebem homenagem da OAB Paraná

Uma homenagem aos decanos do magistério das faculdades de Direito mais antigas do estado marcou o encerramento do II Encontro Estadual dos Professores de Direito do Paraná. O segundo dia do evento promovido pelas comissões de Educação Jurídica e de Estágio e Exame de Ordem também foi marcado pelo lançamento do Prêmio de Boa Práticas de Educação Jurídica Aloísio Surgik.

“O Encontro foi oportuno e enriquecedor, um momento incomum para a troca de experiências entre os mais expressivos professores das 90 faculdades paranaenses de Direito convidadas”, avaliou o presidente da OAB Paraná, José Augusto Araújo de Noronha. “Para fechar o evento, nada mais apropriado que a criação do Prêmio de Boa Práticas de Educação Jurídica, que de forma totalmente apropriada levará o nome do professor Aloísio Surgik, recém falecido”, pontuou.

Noronha destacou o legado deixado por Surgik, lembrando que o jurista atuou durante décadas em várias instituições de ensino, como a Universidade Federal do Paraná, a PUCPR, a UniCuritiba, a Tuiuti, e outras, ajudando a formar milhares de advogados. “Era um apaixonado e um militante diuturno do Direito Romano. Inspirados por esta icônica figura que foi o professor Surgik, tenho certeza de que o corpo discente das nossas faculdades irá oferecer aos estudantes de Direito aquilo que nós mais precisamos: bacharéis que se transformem em bons advogados. Advogados que lutem as batalhas do bom Direito e, com ele, ajudem a aprimorar a advocacia, a sociedade brasileira e, se optarem pela carreira no magistério, tenham como inspiração o saudoso e já lendário professor Aloísio Surgik”, disse.

Coube à conselheira Marília Pedroso Xavier a homenagem aos decanos do magistério das faculdades de Direito. A advogada ressaltou que a primeira edição do Encontro Estadual dos Professores de Direito mostrou tamanha importância que a OAB Paraná resolveu tornar este um evento de cunho regular. “Cabe aqui uma importante reflexão: o acelerado processo de conectividade, gerando tantas novas mídias,  não tem tornado fácil a tarefa dos docentes. Também não podemos esquecer as centenas de cursos brotando em todo o país. O fenômeno certamente é um dos causadores dessa nefasta precarização das relações de trabalho, mas não é o único. A própria reforma trabalhista encarrega-se de colocar o magistério em situação absolutamente dramática e fragilizada. Não se pode negar a existência de uma cultura de desvalorização dos mestres, banalizando-se o conhecimento que eles oferecem e  desrespeitando o trabalho e a trajetória de quem se dedica com tanto afinco a disseminar o conhecimento fundamental para o exercício profissional”, disse.

“Diante de tantas adversidades não poderíamos deixar de homenagear estes profissionais, exemplos de dedicação que, além de não esmoreceram,  seguem doando todo o seu saber, toda a sua vocação ao ofício nobre de formar as próximas gerações de juristas. Esta homenagem procura demonstrar de forma genuína a nossa mais profunda gratidão”, frisou Marília.

Receberam a homenagem os professores Wagner Rocha D’ Angelis (UTP), Celso Hiroshi Iocohama (Unipar), Marcos Antonio Campanelli (UEL), Gilberto Giacoia (UEMP), Manoel Caetano Ferreira Filho (UFPR), Luiz Fernando Bellinetti (UEL), Sonia Letícia de Mello Cardoso (UEM), Luís Alexandre Carta Winter (PUC-PR), Ubirajara Carlos Mendes (UEPG), Vicente Paulo Hajaki Ribas (UEPG), Elimar Szaniawski (UFPR), Eloete Camilli Oliveira (PUC-PR), Luiz Alberto Araújo (UEM), Ezequias Losso (Unicuritiba) e Mansur Teófilo Mansur (Unicuritiba).

O professor Mansur Teófilo Mansur, um dos docentes mais antigos em atividade no estado, fez o agradecimento em nome dos homenageados. “São 50 anos de atividade no magistério e 60 anos de inscrição na OAB que serão completados no início de janeiro . Nesta condição fui convidado para participar deste evento.  O meu discurso é uma homenagem a todos os meus colegas que trilharam o caminho do magistério. O magistério que trouxe para os bancos escolares a tradição dos professores paranaenses, deixando um acervo nestes 50 anos de 18 mil ex-alunos. Eles são maravilhosos. Até hoje, quando nos encontramos, lembramos das épocas que passaram. O meu caso com a Faculdade de Direito de Curitiba é de amor”, afirmou emocionado.

“Hoje, colegas, estamos prestigiando os pilares das academias de direito paranaense. Olhamos para trás e para os lados e nos vemos responsáveis pela formação dos operadores do direito. Somos responsáveis também por olhar para frente de maneira progressiva, para que as próximas gerações promovam as necessárias reformas estruturais que urgem nas ciências jurídicas. Buscamos por uma sociedade mais livre, justa e solidária. Temos a certeza de que os ensinamentos proferidos pelos presentes foram tirados de dentro da melhor doutrina do bem”, defendeu Mansur.

Também estiveram presentes no evento o ex-presidente da OAB Paraná, Newton José de Sisti, a secretária-geral Marilena Winter, a coordenadora da ESA Graciela Marins, o presidente da Comissão de Educação Jurídica da seccional, Rodrigo Sanchez Ríos, a presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, Juliana Colle Bretas.

Fonte: http://www.oabpr.org.br/reconhecimento-decanos-do-magisterio-das-faculdades-de-direito-mais-antigas-do-estado-recebem-homenagem-da-oab-parana/