Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana
Portal do SINPES.
Sejam bem-vindos!
Curitiba, 13 de dezembro de 2017.
 
Depoimento de “Guardião” do Positivo Sobre as Suas Precárias Condições de Trabalho

“Trabalho no setor de segurança da universidade positivo. Somos registrados como Guardião, uma função que tem salário e benefícios inferiores ao Vigilante. Essa é uma medida da administração dentro de um plano de corte de custos pois a empresa alega passar por dificuldades financeiras. Dentro deste plano está também um quadro de funcionários enxuto, nos horários de pico trabalhamos em 11. A noite no horário dessa ocorrência geralmente metade da equipe está no refeitório jantando e outra metade cobrindo os postos, incluindo os guardiões que trabalham na moto.

Existe apenas uma supervisora para toda a equipe, ela é esforçada mas não tem capacidade pra dar conta de um campus tão grande. Os guardiões ficam nas guaritas e cancelas fazendo serviço do Estapar, não dá pra entender isso, mas são ordens.

O gestor administrativo, chefe da supervisora de segurança, não leva as reclamações e sugestões dos guardiões pra frente, provavelmente por medo de bater de frente com o comando do campus. Foi necessário uma tragédia dessa pra se notar que há poucos guardiões desarmados e poucas câmeras num campus tão grande e mal iluminado. Vocês alunos pagam tão caro, mereciam mais segurança.

Tomem cuidado, exijam providências imediatas, e evitem circular nas áreas escuras e desertas. Essas áreas são procuradas por alunos e funcionários que usam droga na universidade”